domingo, 28 de dezembro de 2014

O MAIOR DOS MILAGRES


Todos os que viram isso começaram a resmungar:
“Este homem foi se hospedar na casa de um pecador!”

Lucas 19.7 (leia 19.1-10) – NTLH

Jesus não procurava popularidade ou fama, mas sempre foi seguido pela multidão de admiradores. Naquela ocasião os “fãs” atrapalhavam o seu ministério, impedindo um carente espiritual a chegar perto dele. Jesus precisou contrariar a multidão para atendê-lo. Jesus foi contra a vontade do povo quando parou para atender Zaqueu, o odiado chefe dos cobradores de impostos. Para a multidão, Zaqueu era um malvado que merecia desprezo e ser ignorado. Para Jesus, Zaqueu era uma pessoa carente que precisava de atenção. Jesus dava mais valor em demonstrar amor a Zaqueu do que projetar uma boa imagem para o público. Todos começaram a resmungar diante da amizade que Jesus fez com Zaqueu. A prioridade de Jesus era buscar os perdidos, não ganhar aplausos.

A multidão aguardava milagres e discursos. Para os “fãs”, Jesus fez tudo errado. O que Zaqueu merecia era ouvir um “bom sermão de advertência para parar com sua sem-vergonhice. Precisava alguém para botá-lo no seu lugar. A atitude de Jesus chocou o público. Esperava coisa mais energética de Jesus. Em vez de confronto, abraços! Que decepção!...

Contrário a multidão, Jesus fez o milagre do amor e pregou a mensagem de aceitação incondicional. Amar os outros como eles são e aceitá-los sem impor condições foi o ministério de Jesus. Deixa um modelo para ser seguido. É mais difícil do que pregar sermões e fazer “milagres”!...

Zaqueu não tinha amigos. Ninguém gostava dele. Vivia num vácuo espiritual e social. Tentava encher o vazio com bens materiais, mas continuava infeliz. Ouvia falar de Jesus. Despertou nele uma esperança. Foi atrás. Mas a multidão hostil impediu sua passagem. Diante dos obstáculos Zaqueu engoliu seu orgulho e dignidade. Correu na frente da multidão e subiu numa árvore como se fosse moleque, só para ver Jesus passar por perto. Mas, para a surpresa de todos, Jesus parou debaixo da árvore, chamou Zaqueu pelo nome e convidou-o para descer e recebê-lo na sua casa. Que contraste: a hostilidade da multidão e a amizade de Jesus!

O milagre do amor incondicional de Jesus desencadeou outro milagre, a transformação de Zaqueu. De repente, Zaqueu descobriu a maior riqueza do mundo: o amor do amigo. O dinheiro perdeu o trono! Ao conhecer o amor, Zaqueu começou a compartilhar com os outros.

O sinal da salvação é a generosidade. No momento em que Zaqueu anunciou a sua decisão de distribuir seus bens em vez de recolher os dos outros, Jesus exclamou: “Hoje a salvação entrou nesta casa!”

A diferença entre a salvação e a perdição está no distribuir e no recolher. O egoísmo da perdição nos leva a ajuntar as coisas: materiais e espirituais. O amor da salvação nos leva a compartilharmos. A perdição quer mandar, a salvação: servir.

O milagre do amor incondicional abre o coração para ser amigo dos “pecadores”, e levá-los a praticar a justiça. Parar e falar com Zaqueu foi um dos maiores milagres que Jesus realizou.

 

Lucas 19:1-10 – Nova Tradução na Linguagem de Hoje 2000 (NTLH)

JESUS E ZAQUEU

Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade. Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores de impostos. Ele estava tentando ver quem era Jesus, mas não podia, por causa da multidão, pois Zaqueu era muito baixo. Então correu adiante da multidão e subiu numa figueira brava para ver Jesus, que devia passar por ali. Quando Jesus chegou àquele lugar, olhou para cima e disse a Zaqueu:

— Zaqueu, desça depressa, pois hoje preciso ficar na sua casa.

Zaqueu desceu depressa e o recebeu na sua casa, com muita alegria. Todos os que viram isso começaram a resmungar:

— Este homem foi se hospedar na casa de um pecador!

Zaqueu se levantou e disse ao Senhor:

— Escute, Senhor, eu vou dar a metade dos meus bens aos pobres. E, se roubei alguém, vou devolver quatro vezes mais.

Então Jesus disse:

— Hoje a salvação entrou nesta casa, pois este homem também é descendente de Abraão. Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar quem está perdido.

Nenhum comentário: