domingo, 22 de março de 2015

AMIGOS? OU EMPREGADOS?


Vocês são meus amigos se fazem o que eu mando.
Eu não chamo mais vocês de empregados...

João 15.14-15a (leia 15.9-17) – NTLH

Espantoso! Jesus nos chama de amigos! É difícil ser amigo de Jesus. Seria muito mais fácil ser empregado dele. Como empregado, eu teria horários fixos com dias de folga, feriados e férias. No meu tempo livre eu poderia esquecer o patrão, seu empreendimento e cuidar dos meus interesses. Outra vantagem: ter minhas funções bem definidas. A empresa de Jesus apresentaria suas regras e normas de procedimento. Haveria um manual para ser estudado e consultado para tirar dúvidas. A minha responsabilidade seria ser bom funcionário e fazer tudo de acordo com os padrões estabelecidos pelo Patrão. A conformidade com o sistema e o aperfeiçoamento no exercício das funções poderia trazer promoções! Eu poderia chegar a ser chefe de departamento e ter outros sob a minha autoridade. Eu poderia transmitir as ordens do Patrão aos meus subordinados e treinar os novos empregados. Seria legal ser empregado de Jesus! Eu não precisaria ter criatividade, nem pensar. Bastaria obedecer as suas ordens.

Ser amigo de Jesus é outra coisa. Amizade não tem regras e horário. É coisa espontânea, baseada no amor. Amar Jesus é fácil! Ele é muito amável. Sei que sou muito amado por Ele. Por isso, é fácil amá-lo de volta.

Mas há outra coisa que entra no meio e dificulta tudo. São as palavras, “Amem uns aos outros”. Os outros estragam tudo. Muitos não são amáveis. Outros dizem que amam a Jesus, mas são antipáticos e não gostam de mim. Há aqueles que não aprovo. Existem muitos que não são amigos de Jesus e nem fingem que sejam. Multidões usam outros rótulos: espírita, judeu, muçulmano, hindu, budista, agnóstico, ateu, etc. Como posso amar aquela gente?

Acho bom Jesus me aceitar e me amar, apesar das minhas falhas. Sei que não sou perfeito. No fundo, não sou ruim. Mas ter amizade com Jesus e incluir todos que Ele ama é difícil demais. Mais fácil seria ficar como empregado da Empresa de Jesus e cumprir ordens. Assim, posso deixar de lado essa gente que só atrapalha os outros Posso zelosamente cuidar da Empresa e deixar o mundo para Jesus amar.

Obediência exige menos do que amor. É mais fácil substituir amor com um conjunto de regras. Um sistema fechado, com normas bem definidas, dá mais segurança. Cada religião tem muitos mandamentos para orientar seus adeptos no caminho da salvação.

Jesus tem um único mandamento, o amor: amar a Deus com toda a nossa força e o próximo como a nós mesmos. Não deixa ninguém fora e é criativo. Derruba barreiras e abre caminhos.

A falta de amor criou um mundo cheio de barreiras erguidas em nome de Deus. Leis criam obstáculos, o amor os vence. Talvez criamos obstáculos porque temos medo daqueles que são diferentes de nós.

Ser amigo de Jesus e viver o amor dEle é perigoso e exige coragem. Deixa-nos vulneráveis, sujeitos a sofrer agressões. Em compensação, esta amizade transforma a vida em uma aventura de fé. Vale à pena correr os riscos e andar com Jesus no mundo!...

 

JOÃO 15:9-17 – NOVA TRADUҪÃO NA LINGUAGEM DE HOJE 2000 (NTLH)

Assim como o meu Pai me ama, eu amo vocês; portanto, continuem unidos comigo por meio do meu amor por vocês. Se obedecerem aos meus mandamentos, eu continuarei amando vocês, assim como eu obedeço aos mandamentos do meu Pai e ele continua a me amar.

— Eu estou dizendo isso para que a minha alegria esteja em vocês, e a alegria de vocês seja completa. O meu mandamento é este: amem uns aos outros como eu amo vocês. Ninguém tem mais amor pelos seus amigos do que aquele que dá a sua vida por eles. Vocês são meus amigos se fazem o que eu mando. Eu não chamo mais vocês de empregados, pois o empregado não sabe o que o seu patrão faz; mas chamo vocês de amigos, pois tenho dito a vocês tudo o que ouvi do meu Pai. Não foram vocês que me escolheram; pelo contrário, fui eu que os escolhi para que vão e deem fruto e que esse fruto não se perca. Isso a fim de que o Pai lhes dê tudo o que pedirem em meu nome. O que eu mando a vocês é isto: amem uns aos outros.

Nenhum comentário: