domingo, 15 de março de 2015

GALHOS SECOS


Eu sou a videira, e vocês são os ramos.
Quem está unido comigo e eu com ele,
esse dá muito fruto
porque sem mim
vocês não podem fazer nada.

João 15.5 (leia 15.1-8) – NTLH

 

Jesus não conhecia eletricidade, televisão, rádio, CDs, celulares, fotos digitais, Facebook, computadores, geladeiras, automóveis, aviões, satélites, metrôs, “shoppings”, Coca Cola ou McDonalds. Nunca viveu na selva metropolitana de asfalto, cercado de arranha céus com os benefícios de urbanização: calçadas de cimento, córregos canalizados, água encanada, coleta de lixo, luz elétrica, sistema de esgotos, hospitais, escolas e ar condicionado. Não conhecia os efeitos da isolação da natureza que a modernidade produz.

Sua escola era a natureza. Conhecia o ciclo de plantio e colheita. Jesus entendia as plantas e a humanidade. Fazia comparações. A união do ramo com a videira é fundamental para a manutenção e a propagação a vida. O ramo, separado do tronco, seca, morre e vai para o fogo. O ser humano não é diferente. Quando os homens e mulheres se afastam da espiritualidade solidária, perdem a vitalidade e perecem. Literalmente, se queimam. Este desgaste está acontecendo diante dos nossos olhos.

O mundo está em chamas! Os conflitos internacionais estão se agravando e a tecnologia bélica cada vez mais aprimorada. Não há noticiário que não fale em guerra! Atentados terroristas são diários. Tornou-se glorioso morrer no ato de matar em nome de uma causa. Alguns, sem motivo aparente, mas enlouquecidos, matam o maior número possível antes de morrer! Os centros urbanos estão em chamas. O crime organizado se apresenta cada vez mais ousado diante dum governo cada vez menos capaz de proteger os cidadãos. [1] Giovanni Quaglia, ex-diretor no Brasil do Escritório das Nações Unidas para o Combate ao Crime e às Drogas diz: “O tráfico e suas ações ousadas são financiadas pelas classes média e alta”. A sociedade está se consumindo, e a natureza em chamas! O desmatamento e a poluição continuam destruir milhares de espécies de seres vivos que contribuem para uma biodiversidade sadia. O globo está aquecendo.

A nossa cultura consumista, globalizada, vincula o valor do ser humano aos bens que acumula e a fama que possui. [2]Adam Phillips, psicanalista inglês, numa entrevista declarou: “Trabalhamos numa velocidade que impede a reflexão sobre o significado de nossa vida. Vivemos em sociedades em que é mais importante ser rico do que ter amigos íntimos, mais importante ser famoso do que amar. Isso é enlouquecedor.” Parece que a humanidade está enlouquecendo e se auto-destruindo!...

O mundo em chamas precisa do fruto da espiritualidade de Jesus, o amor. Nossa fé em Jesus é válida na medida que conseguimos dar o fruto da solidariedade. Como ramos da videira, Jesus, a nossa natureza deve ser produzir fruto, não apenas folhas.

A esperança do mundo são aquelas e aqueles que são unidos com a Fonte da vida e produzem frutos concretos de amor fraternal. É vida que reproduz vida.

--------------------------------------------------------------------------------

[1] Folha de São Paulo, 16/03/2003, C5

[2] Revista Veja, 12/03/2003, página 11.

 

JOÃO 15:1-8 – NOVA TRADUҪÃO NA LINGUAGEM DE HOJE 2000 (NTLH)

JESUS, A VIDEIRA

 

Jesus disse:

— Eu sou a videira verdadeira, e o meu Pai é o lavrador. Todos os ramos que não dão uvas ele corta, embora eles estejam em mim. Mas os ramos que dão uvas ele poda a fim de que fiquem limpos e deem mais uvas ainda. Vocês já estão limpos por meio dos ensinamentos que eu lhes tenho dado. Continuem unidos comigo, e eu continuarei unido com vocês. Pois, assim como o ramo só dá uvas quando está unido com a planta, assim também vocês só podem dar fruto se ficarem unidos comigo.

— Eu sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido comigo e eu com ele, esse dá muito fruto porque sem mim vocês não podem fazer nada. Quem não ficar unido comigo será jogado fora e secará; será como os ramos secos que são juntados e jogados no fogo, onde são queimados. Se vocês ficarem unidos comigo, e as minhas palavras continuarem em vocês, vocês receberão tudo o que pedirem. E a natureza gloriosa do meu Pai se revela quando vocês produzem muitos frutos e assim mostram que são meus discípulos.

Nenhum comentário: