domingo, 30 de abril de 2017

CHEGANDO AOS 87 ANOS


Se a vida permitir, no dia 2 de maio estarei completando 87 anos como ser humano vivendo na face da Terra. Eu nasci em na zona rural na mesma casa onde minha mãe também nasceu localizada em uma pequena fazenda perto da aldeia de Tippecanoe, em Ohio. Não havia eletricidade, água encanada, sistema de aquecimento central, automóvel ou telefone. Havia uma privada externa usada mesmo até nos dias de temperatura bem abaixo de zero. A vida era simples e nos mantivemos com a lavoura tocada pela tração animal e a força muscular humana. Vivíamos uma vida simples e feliz. Éramos pobres, mas não sabia.

Nosso mundo era pequeno, com apenas dois bilhões de habitantes no planeta, a maioria rural como nós. A Primeira Guerra Mundial era apenas uma lembrança. Nós sentíamos seguros, não precisávamos trancar as portas da casa, não havia crime, e conhecíamos todos os nossos vizinhos por quilômetros de distancia.

Nosso Deus era aquele cara acima das nuvens que nos observava. Se não nos comportássemos Ele poderia ficar de “saco cheio” e nos punir, e se não nos "convertermos" iríamos para o inferno. Acabei "me convertendo" e mais tarde fui para a faculdade para me preparar para me tornar um pregador.

Nossa!!! Como os tempos mudaram!!! Agora o planeta está se arrebentando com uma população de mais de sete bilhões de almas, a maioria urbana, como eu agora sou. O mundo está sendo devastado cada vez mais por violentos conflitos armados que estão aumentando todas as formas de sofrimento e que qualquer momento poderia estourar e destruir em poucas horas todas as maiores formas de vida que conhecemos. Nosso sistema econômico está devastando a Terra pela poluição e pela destruição da biodiversidade que é a chave para um ambiente saudável. Vivemos atrás de portas trancadas. A maioria é consumidor, não produtor.


Minha compreensão da realidade se aprofundou ao longo dos anos, e ajustei meu sistema de crenças de acordo com os conhecimentos atuais. A ortodoxia antiga tornou-se irrelevante para o mundo moderno e precisava ser atualizada para ser relevante na atual tendência global da humanidade que caminha para a autodestruição.

O conceito antigo do céu e a terra era que a Terra era o centro de tudo e que todos os objetos celestiais giravam em torno dela. Foi criado por volta do ano 4.000 AC e governado por um Deus masculino e caprichoso. Agora sabemos que o universo é bilhões de vezes maior e bilhões de anos mais velho que os fundadores das religiões monoteístas acreditavam. A pesquisa científica está apontando na direção de que este vasto universo conhecido é apenas um pequeno bolso em um multiverso infinito e eterno. Definir Deus como criador não cabe neste contexto de um multiverso infinito que não foi criado, mas que sempre existiu. A teologia cristã precisa sair da idade das trevas e repensar seu conceito de Deus.

AGORA CREIO QUE:
  • Deus é a Consciência Cósmica e o universo é o seu corpo. Sendo o corpo de Deus, o universo é um organismo vivo.
  • Somos unidos com Deus como membros do seu corpo juntos com todas as outras formas biológicas, todos os planetas, todas as estrelas, todas as galáxias e toda a existência.
  • A morte é a transformação de formas de vida. A vida e a morte são duas faces da mesma moeda. Uma não existe sem a outra. Uma alimenta a outra.
  • O bem é o nosso reconhecimento da nossa irmandade com todo o universo e a nossa convivência positiva com ele. É o exercício do amor em todos os relacionamentos. Os evangelhos constam Jesus como um exemplo deste estilo de vida.
  • O mal é acharmos que somos pessoas separadas e superiores aos demais e tentarmos dominar o universo para nossa vantagem. É vivermos motivados pelo egoísmo, ganância, medo e ódio.
  • A espiritualidade sadia é cultivar espíritos e mentes abertos para poder se desenvolver em direção à vida e viver em harmonia com o universo que é o corpo de Deus.

Com a idade de 87 anos eu procuro seguir o modelo de Jesus como apresentado nos Evangelhos no meu relacionamento com os seres humanos próximos e distantes. Também me esforço para viver um estilo de vida que respeite toda a natureza que me rodeia. Faço meditação a fim de ganhar força e perspicácia para viver melhor em harmonia comigo mesmo e com o meu mundo.

Neste mundo em caos e crises constantes, eu sou grato pela minha família e pelos amigos, grato por todo o bem que me rodeia e procuro cultivar a paz.


Nenhum comentário: